Argiloterapias

Gostou? compartilhe!

A argiloterapia é uma técnica terapêutica usada desde o inicio da civilização moderna, por diversos médicos que atestaram os poderes de cura que a argila oferece. Essa técnica pode ser usada de duas maneiras: através da aplicação da substância chamada silicato diretamente na região afetada ou via oral.

A argila é formada a partir da decomposição do solo, que resulta na formação de diversas substâncias, tais como o titânio, manganês, silício, entre outros. Entre os minerais existentes na argila, o silício é o mais abundante na natureza e a falta desse mineral causa a desestruturação do tecido conjuntivo, em outras palavras, causa os sinais de envelhecimento.

Finalidades da Argila:

  • Absorve pus, secreção e veneno;
  • Revitaliza e ajuda no bom funcionamento do metabolismo;
  • Estimula a circulação sanguínea;
  • Tratamento estéticos.

Tipos de Argila:

Existem cerca de mais de 5 tipos de argila, cada uma tem uma finalidade e efeitos diferentes. Conheça algumas delas:

  1. Argila verde: sua maior propriedade é o silício. É um esfoliante natural, desintoxicante e revitalizador.
  2. Argila branca: rica em alumínio e silício. É revitalizador, facilita a oxigenação de áreas congestionadas e regula a queratina.
  3. Argila cinza: elevado teor de alumínio e silício. É cicatrizante e também age com um anti-inflamatório.
  4. Argila vermelha: rica em silício e ferro. É regulador e tensor.
  5. Argila amarela: possui em abundancia o silício e alumínio, é desintoxicante e adstringente.
  6. Argila marrom: tem como maior propriedade o silício, o alumínio e o titânio. Ativa a circulação e proporciona um efeito revitalizador.
  7. Argila preta: assim como a argila marrom, possui altos níveis de silício, alumínio e titânio. Tem efeitos cicatrizantes e desintoxicante.

Tipos de Argiloterapias

A Argiloterapia pode ser usada em diversos tratamentos corporais, entre eles estão:

  • Esfoliação Corporal: promove a renovação natural das celulas, que a cada 20 ou 30 dias morrem fazendo com que o ser humano troque de pele. A esfoliação com a argila pode ser usada no corpo todo, ela facilita a penetração de nutrientes para dentro da pele, devido aos movimentos que o profissional faz ao aplicá-la.
  • Tratamento para estrias: estrias são cicatrizes causadas devido a destruição de fibras elásticas e colágenas na pele. O tratamento com argiloterapia tem como função recuperar a pele danificada pelas estrias mas também pode ser usada previamente com o objetivo de evitá-las.
  • Tratamento para celulites: celulite ou Lipodistrofia Ginòide é uma alteração na pele ou no tecido fibroso que acaba causando irregularidades na pele de cima. A causa para sua formação se dá devido ao acumulo de toxinas, entre essas toxinas uma má dieta se destaca, entre outas causas estão: idade, álcool, tabaco e falta de exercícios físicos. A argiloterapia confronta a celulite, tonifica e compacta a pele e os tecidos flácidos, modela o corpo, reduz os colotes e define a cintura.
  • Tratamento para os pés: uma das argiloterapias mais usadas recentemente é o tratamento para os pés. Podólogos estão usando cada vez mais esse tratamento que consiste na aplicação do produto no pé seco, depois de alguns minutos esse produto é retirado com o auxílio de água e por fim um hidratante é passado. O tratamento combate a umidade nos pés, hidratando e fortalecendo a pele.
  • Tratamento para o rosto: o rosto tem uma pele extremamente sensível e está constantemente exposto a bactérias, por isso a argiloterapia tem seu propósito hidratante, uma vez que a argila é rica em minerais, ajuda na preservação e hidratação do rosto.

Existem diversos outros tipos de argiloterapias, tais como tratamento para emagrecimento, flacidez, bustos, entre outros. Uma técnica que já vem sendo testada por séculos e apresentando cada vez mais resultados positivos, pronta para servir de auxílio para qualquer um que tiver interesse de sentir seus efeitos terapêuticos.

Conheça mais sobre:

Argiloterapia para Celulite